sábado

Ao teu fim do mundo, loucamente!






Vou alimentar a tua sede de querer
Vou acicatar a tua fome de prazer
Vou ao fim do mundo
Vou tocar lá no teu fundo
Vou fechar o punho e pôr o sangue a ferver
Vou cerrar os dentes e morder o teu saber
Vou ao fim do mundo
Vou gritar lá no teu fundo
Sou teu
Sou teu
Sou assim só para quem dá
E só assim faz com que eu vá
Ao fim do mundo
Ao fim e ao cabo do teu ser
Sou e só apenas uma gota de suor
Sou um claro aceno quando rufa o tambor
Sou o fim do mundo
A contagem ao segundo
És todo o tempo que me resta à liberdade
És a minha luta que só fala com verdade
És o fim do mundo
À entrada da cidade
Sou teu
Sou teu
Sou assim só para quem dá
E só assim faz com que eu vá
Ao fim do mundo
Ao fim e ao cabo do teu ser
Vou fechar o punho e pôr o sangue a ferver
Vou cerrar os dentes e morder o teu saber
Vou ao fim do mundo
Vou gritar lá no teu fundo

video

4 comentários:

A Silenciosa disse...

Agora, como antes, cada vez mais.

Tudo faz sentido contigo.

Quero-te

pure freedom disse...

Estou sem palavras ... coisa rara em mim mas estou ...


Amem-se muito sff !!!!!





:))))))))))

O Silencio disse...

minha doce fada silenciosa
eu sempre disse
tu nasceste para mim
apenas para mim
nems sei porque te escondeste de mim
até agora

O Silencio disse...

pure freedoom
coisa rara ficares sem palavras
mas d´-nos os teus olhos
pelo menos
senão quiseres dar nada mais
beijo infinitivamente grande para ti
em exclusivo

Seguidores